98,9 SINOP
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 mês atrás - 20/05/2022

Covid-19: pessoas com 60 anos já podem receber 4ª dose da vacina em Sinop

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Está liberado, em Sinop, a quarta dose do imunizante contra Covid-19 para idosos com 60 anos ou mais, seguindo a nota recomendatória emitida, nesta semana, pelo Ministério da Saúde. Com isto, as pessoas que compõem a referida faixa etária e que receberam a terceira dose há, no mínimo, 4 meses, já podem procurar alguma unidade básica de saúde para receber o novo reforço.


Conforme a nota, para a nova dose de reforço, podem ser usados os imunizantes Pfizer, Janssen ou AstraZeneca. Para vacinar, o munícipe pode procurar alguma das unidades citadas abaixo, apresentando os documentos pessoais, cartão SUS e o cartão de vacinação.


VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 - (12 anos ou mais)
De segunda à sexta-feira - das 7h às 17h30
CIA Jacarandás
CIA Umuarama
CIA André Maggi


De segunda à sexta-feira, das 7h às 10h30 e das 13h às 16h30:
UBS Palmeiras
UBS Primaveras
UBS Sabrina
UBS São Francisco
UBS Nações
UBS Oliveiras
UBS Camping Club


Segundas, quartas e sextas-feiras - das 7h às 10h30 e das 13h às 16h30:
UBS Alto da Glória
UBS Gente Feliz


QUEM PODE RECEBER A VACINA CONTRA COVID-19?
1ª e 2ª doses: crianças com 05 anos ou mais e adultos.
3ª dose (ou dose de reforço): disponível para pessoas com 18 anos ou mais e, para pessoas com 12 anos acima imunocomprometidas.
4ª dose: disponível para idosos com 60 anos ou mais e, também, para pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos.
Compõe o grupo de imunocomprometidos: pessoas com imunodeficiência primária grave; em quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/AIDS; uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune; auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodia?lise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

FONTE: Assessoria